Header Ads

ad728

Televisa recontrata apresentadores envolvidos em escândalo de abuso sexual

A rede mexicana Televisa anunciou nesta terça-feira (28) que readmitiu os dois apresentadores, Taina Reza e Enrique Tovar, demitidos pela emissora após confessarem ter encenado um suposto abuso sexual durante a exibição do programa "A Toda Máquina",  no último sábado. Ao contrário do que se havia comentado, o programa não foi exibido ao vivo e sim gravado há cerca de três semanas. Os dois profissionais, no entanto, voltarão ao ar sob a condição de fazer alertas e comentários sobre a violência contra a mulher.
O imbróglio surgiu depois que a própria página do programa no Facebook divulgou o vídeo em que Tovar apalpa os seios de Reza, tenta levar o vestido e a assedia. Nas imagens, Reza não admite a suposta agressão, retira o microfone de lapela e abandona o programa logo em seguida.
Segundo informações do jornal "El Universal", a rede mexicana fez uma investigação interna e disse que os dois apresentadores combinaram a cena para transformar em um vídeo viral nas redes sociais. Além dos apresentadores, um produtor e o diretor do "ATM" também sabiam da cena.
Após a repercussão --nacional e internacional--, a Comissão Nacional dos Direitos Humanos reprovou o ato e pediu imediatamente uma investigação. Já o Conapred (Conselho Nacional para Prevenir a Discriminação) abriu queixa contra Enrique Tovar, 
O vídeo viralizou nas redes sociais, com mais de 500 mil visualizações até a noite de segunda. No programa, o apresentador se aproximou da colega em vários momentos, agarrando-a pela cintura e passando a mão nela. Em outro momento, fingiu chicoteá-la. Quando chegou mais perto para mostrar as joias que a mulher estava usando, tocou o corpo dela mais uma vez. Tania Reza se irritou, agrediu o colega, tirou o microfone e abandonou o estúdio.
"Diversos meios de comunicação divulgaram a forma pela qual Enrique Tovar abusou sexualmente de Tania Reza, mediante atitudes que podem ser consideradas discriminatórias e contrárias aos direitos das mulheres", afirmou o órgão do governo mexicano, citando leis da constituição do país que podem incriminar o apresentador.
Telespectadores mexicanos se revoltaram com a atitude de Enrique Tovar e pediram para que a Televisa o demita. Pressionada, a rede de TV publicou nesta segunda uma nota dizendo que o suposto abuso foi "encenado" e que é contra qualquer tipo de assédio.
A Televisa também divulgou um vídeo em que os dois apresentadores explicam que não houve assédio. "Somos amigos, nos damos bem e em nenhum momento houve abuso", disse Tania Reza. "Foi algo incontrolável", completou Enrique Tovar. A declaração deles, entretanto, não convenceu o público.

Nenhum comentário