Liga da Justiça: Roteiro de 2011 apresentaria um filme completamente diferente



Se você acha que Liga da Justiça - cujo fracasso comercial provocará uma grande reformulação no Universo Estendido da DC - é um produto confuso por causa das visões conflitantes de Zack Snyder e Joss Whedon, é porque ainda não conhece a versão de 2011 do longa, escrita por Will Beall (Caça aos Gângsteres). Confira abaixo alguns dos "loucos" elementos presentes no roteiro, produzido antes do início do DCEU - com O Homem de Aço, em 2013 - e do lançamento de Os Vingadores (via TheWrap):
Darkseid, o sobrinho de Steppenwolf, promete ser o Thanos (Josh Brolin) do DCEU em sua configuração atual. Sua existência só foi mencionada até o momento, mas no roteiro de 2011, ele seria o antagonista principal dos maiores heróis da DC. Aliás, a união da Liga da Justiça, a única arma que permite com que a equipe possa derrotar seus inimigos, teria ocorrido sem pancadaria alguma. Ao contrário dos eventos de Batman vs Superman, o Homem-Morcego e o Homem de Aço simplesmente tomariam um café e bateriam um papo animado sobre seus vindouros colegas antes de partirem para recrutar o Flash.
Aliás, nesta iteração da trama, o Lanterna Verde substituiria o Aquaman, que apenas é citado no script. O Gavião Negro e mais uma penca de outros heróis também fariam parte do combate à Darkseid, ainda que colocar tantos personagens em tela ao mesmo tempo pudesse ter sido um desafio à época - encarado pela Marvel no ainda inédito Vingadores: Guerra Infinita, vale ressaltar - sem a referência de Os Vingadores. E após inúmeros encontros e combates entre poderosos, do bem e do mal, e da formação de alianças, o primeiro ato do longa terminaria com o sequestro do Super-Homem por parte de Steppenwolf.
A partir daí, a situação ficaria ainda mais confusa. Para salvar seu amigo, Bruce Wayne viaja até Temiscira, onde se encontra com a Mulher-Maravilha, a única pessoa que pode ajudá-lo no resgate. O detalhe é que Diana também é a mulher - e mãe do filho (!!!) - do Batman, menino que seria apresentado durante uma viagem ao futuro feita pelo Super-Homem para derrotar seu arqui-inimigo, Lex Luthor - cuja versão 11 anos mais velha está se comunicando com o vilão do presente. E depois de mais inúmeras viagens no tempo - e de enfrentar uma versão do Esquadrão Suicida -, os heróis da Liga finalmente conseguiriam derrotar Darkseid.
Ainda de acordo com a reportagem, Beall teria conseguido fechar um acordo para escrever dois filmes do que viria a ser o Universo Estendido da DC. Inclusive, Ben Affleck, hoje intérprete do Batman, teria sido convidado para dirigir a Liga da Justiça de 2011. No entanto, segundo fontes, o roteiro de Beall era "terrível" e a Warner acabou escolhendo a proposta de Zack Snyder. O resto é história. A Liga da Justiça que realmente tornou-se realidade segue em cartaz no Brasil.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário
margin-top: -100px