Header Ads

ad728

VALESCA NEGA NAMORO, MAS ASSUME IDA AO MOTEL COM AFFAIR


Valesca Popozuda afirma não guardar segredos sobre a sua vida pessoal e ao ser questionada sobre o namoro com o empresário Patrick Silva, de 24 anos, ela esclareceu o assunto. "Não estou namorando, estou conhecendo. Patrick trabalha comigo, também, cuida do Pablo (filho dela), que vai ser MC", explica.
Valesca ainda justifica o motivo dos dois estarem sempre juntos. "Então, todo mundo fica 'ah, tá morando junto'. As pessoas vão nos ver no dia a dia, somos parceiros e trabalhando juntos. Não existe rótulo, existe uma grande parceria. Para que que eu vou esconder?", questiona.

Ao lançar seu clipe, na última quinta-feira (8), em pleno Dia Internacional da Mulher, ela falou que a inspiração em Uma Linda Mulher também saiu da ficção."Sou muito romântica. Sou uma Julia Roberts [risos]. E estou à espera do príncipe. Estou à espera real", disse ela, bem-humorada.
Ao ser questionada a respeito das publicações nas redes sociais ao lado do amado em um suíte de motel, ela dispara: "Fui para o motel, mesmo, comemorar o clipe, porque eu estava muito feliz. Vamos descer o gin e comemorar! Quero comemorar sempre, porque sou feliz, alegre, sou para cima e ninguém vai tirar isso de mim!", conclui.

Clipe gravado na Vila Mimosa
Valesca Popozuda quebrou um tabu e gravou o videoclipe do seu mais novo single, Desce o Gin, em parceria com MC TH, na Vila Mimosa, uma áreas de prostituição mais famosas do Brasil, na Zona Norte do Rio de Janeiro. O vídeo é inspirado na história do filme Uma Linda Mulher, em que Julia Roberts vive uma prostituta que se apaixona pelo personagem de Richard Gere.
Em conversa com QUEM, a funkeira defendeu as garotas de programa e condenou as críticas e o tratamento hostil, que muitas delas recebem. "Tem um trabalho social com elas, dei voz a elas. As pessoas criticam a mulher que 'quer ser puta', mas as pessoas só criticam. Quis mostrar essa realidade pra todos verem que não é mole, não é fácil", afirmou.
Valesca acredita que cada um faz o que bem entender da sua vida. "Muitas estudaram, são formadas, querem exercer a profissão delas, só que não têm oportunidades, porque ninguém abre as portas. Muitas estão porque gostam, mas o problema é delas. Ninguém tem nada a ver com isso.  E tem que saber respeitar. Meu corpo, minhas regras. Não é só porque estão recebendo que têm que aturar tudo", declarou.

Nenhum comentário